sexta-feira, 27 de janeiro de 2012



"There's something, something about this place
Something about lonely nights and my lipstick on your face
Something, something abou my cool Nebraska guy
Yeah, something about baby, you and I..." ♫
(You and I - Lady Gaga)

Um dia eu vou sentar com você em um daqueles cafés dos filmes e saber que está tudo bem. Que eu não te assustei com a minha maluquice, e o meu exagero, e os textos que eu não consigo parar de escrever. Que você não me assustou com os seus planos sérios e os seus sonhos altos e o seu jeito de adulto com alma de moleque. Vamos fazer pedidos completamente diferentes e eu vou reclamar que você vai ficar diabético com tanto açúcar, e você vai censurar que eu só bebo café pra manter a minha pose de amarga, mas que sabe que eu sou mais doce que o seu suco.

Eu vou ficar furiosa por você ter a ousadia de me conhecer tanto assim, e você vai me afrontar com seu ego grande demais só pra me ver perder a cabeça e depois me render outra vez as suas piadas sem graça e as suas cantadas baratas. E eu não vou mais ter medo de te perder, e não vou mais tentar controlar esse impulso idiota de me soltar do último fio que me ainda me prende à sanidade, porque acho que já a perdi por completo quando admiti pra mim mesma o quanto gosto de você.

Eu preciso aprender a lidar com isso, porque eu costumava ter tanto controle, e com você eu não tenho controle nenhum. Com você eu ando sempre na corda bamba, a racionalidade está sempre um passo atrás, e eu preciso aprender a não me preocupar tanto com isso, e a não ter tanto medo, e a não achar que a qualquer momento você pode desistir de tentar lidar com essa confusão irresolvível que somos eu e os meus sentimentos. Um dia, meu anjo, eu vou saber lidar com isso. Eu vou saber não recuar e não me sentir tão insegura o tempo inteiro pensando que cada palavra pode ser a última e que o relógio a qualquer momento pode bater meia noite e destruir o nosso conto de fadas. E quando eu segurar a sua mão por baixo da mesa naquele café bobo de filmes bobos, aquele será nosso próprio filme, e eu saberei como amar você.

P.s.: I love you ♥

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012



"You said the way my blue eyes shined
Put those Georgia stars to shame that night
I said: "That's a lie"
Just a boy in a Chevy truck
That had a tendency of gettin stuck
On backroads at night..." ♫
(Tim McGraw - Taylor Swift)

A verdade é que eu gosto disso - essa sensação boba de borboletas no estômago, olhos brilhantes, bochechas coradas. Gosto do modo como tudo parece mais leve, mais bonito, mais engraçado. Como se o mundo inteiro tivesse ganhado mais cor só porque eu ganhei você. Gosto do modo como nossas personalidades são absolutamente opostas e de como ainda assim parecem se completar numa conta de mais, como vai contra todos os meus instintos ficar emburrada com você por mais de cinco minutos.

Eu gosto da garota que eu sou quando estou com você. De como eu pareço uma menininha da pré escola tentando chamar sua atenção e como eu rio sem parar das suas piadas sem graça. Gosto do seu sotaque de paulista e de todas as discussões que isso gerou. De como você diz amorrr com todos os r's e eu repito o som mentalmente a noite até pegar no sono pensando que um dia vou acordar com o seu corpo do outro lado da cama.

É absolutamente irônico como você me ganhou fácil - exatamente daquele jeito que eu disse que ninguém mais iria ganhar, mas ao mesmo tempo de um jeito tão seu que não é comparável a nenhum outro. Aos poucos eu te deixei entrar na minha vida - nos meus planos, nos meus segredos, na minha história. Deixei você fazer parte de um livro que nem eu tinha certeza de como seria escrito, mas que parece clarear cada vez que você sorri e eu tenho certeza de que, de alguma forma, isso é irrevogavelmente certo.

P.s.: I love you ♥