quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012



"Em paz eu digo que eu sou
O antigo do que vai adiante
Sem mais eu fico onde estou
Prefiro continuar distante..." ♫
(Respostas - Skank)


Estava tocando Skank. Por algum motivo, isso me pareceu importante - a música baixa e suave narrando a nossa história enquanto eu procurava alguma coisa pra dizer a você que não parecesse errada demais, certa demais ou esperançosa demais. A verdade é que haviam muitas barreiras para ultrapassar até que nossa conversa entrasse num nível aceitável de normalidade, e você sabe que eu nunca consegui ir com calma. Eu ainda sou esse furacão, essa mesma besta desenfreada que era uns meses atrás quando estraguei a nossa história por impulso. Eu nunca vou saber direito como derrubar as suas barreiras e fazer com que a gente seja só amigas de um jeito certo.

De certa forma, foi triste. Eu não queria que as coisas tivessem chegado a esse ponto. Foi triste a surpresa que me causou o seu "oi" meio tímido e o silêncio que não parava de se fazer presente do outro lado do telefone. Foi triste você perguntando "lembra de mim?", como se eu pudesse esquecer por um segundo sequer o que a gente viveu. Foi triste. Tristíssimo os arrepios que a sua voz não me causou e o clima que ficou depois que eu me vi dizendo que sou dele agora. Eu não queria quebrar tudo tão completamente, porque o que a gente tinha era tão bonito, e tão doce e tão nosso que eu sei que não vou ter com mais ninguém. Mas ainda assim acabou, e juntar os fantasmas desse sentimento só me trouxe de volta esse frio na barriga que agora não se confunde mais com as borboletas.

Foi tão bobo, menina... Tão bobo e triste e pouco poético o nosso fim, que as palavras soam quase desajeitadas quando tento escrever sobre isso. Me perdoe por ter sido boba, por ter te deixado escapar quando o certo era ter te segurado em minhas mãos com o máximo de força que conseguisse. Me perdoe pela conversa confusa e pelo sorriso que eu roubei sem querer, por esses jogos que eu agora não consigo me impedir de fazer. Me perdoe por partir seu coração de garotinha sonhadora com essa minha mania de procurar coisas grandes e complicadas. Me perdoe, anjo. Me perdoe.


P.s.: I love you ♥